sábado, 21 de novembro de 2009

Amar o diferente, o que não está nos padrões,
Amar e viver por amor,
Amar mesmo quando todos rejeitam,
Amar e morrer de amor.
Seguir contra a correnteza,
Soltar das correntes que nos prendem,
Correr em direção do infinito,
Procurando amar o mais bonito
Aos olhos do coração,
Sigamos correndo, sem medo da escuridão,
E quem um dia não sentiu medo,
Invente outra canção...
Aqui cantamos versos,
Emanados pela emoção,
Continuamos apostando no improvável,
Cumprindo nossa missão,
Fazendo o bem,
sem olhar a quem.
E quem quiser seguir conosco,
É fácil,
Vou ensinar:
Feche os olhos,
Abra a alma e deixe Deus trabalhar.
Karla Pimentel

Nenhum comentário: